quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Campanha - O Velado Despertar - Baltazar

     Meus caros, começamos a alguns meses essa nova campanha, comigo mestrando. Ela é ambientada em Sembia, um reino de Forgotten Realms, conhecido pelo seu comércio feroz e temerário, características que se refletem na população, sempre procurando formas de obter lucro. Primeiramente vou apresentar os personagens, começaremos pelo Baltazar, guerreiro e ferreiro.

Baltazar
         Baltazar é filho de Miguel e Ana, um casal camponês de Sembia. Miguel e Ana possuem uma propriedade rural onde residem e vivem do cultivo de hortaliças e mato de corte. O fruto de seus trabalhos é vendido para mercadores.Não satisfeito com a rotina da vida no campo, Baltazar partiu para a cidade. Comprou um velho saloon em uma das esquinas da via principal, reformou e o transformou em uma forjaria. Estava decidido, seria um fabricante de armas.
        Ele vive em sua forjaria. Uma boa construção de 2 andares. No térreo tem sua forja, seus instrumentos; um amplo salão com uma lareira, algumas poltronas resquícios do bar que incluem inclusive um pequeno balcão; um depósito de materiais; um banheiro (quarto de águas) e um depósito vazio, reservado para guardar armas, quando e se, um dia, Baltazar resolver trabalhar mais e criar um estoque. Por hora, Baltazar está bem realizando um trabalho por vez. Consegue viver razoavelmente bem e tem bastante tempo livre. Uma maravilha para um jovem solteiro.
           Aos fundos, junto à forja, há um pequeno estábulo onde Baltazar mantém um cavalo negro. Cavalo esse que veio com ele lá da fazendinha do seu Miguel e da dona Ana. No segundo andar fica o quarto. Uma peça ampla, com pouca mobília e uma cama. Um tapete de pele de urso torna o chão de madeira mais aconchegante.
         Baltazar é frequentador das tavernas de Sembia. Ora para beber no balcão, jogar conversa fora e paquerar meretrizes; ora apenas para comprar um barril de cerveja e apreciá-lo no conforto de sua casa. Mas, apesar da boa vida que leva, ele almeja ser mais que um simples armeiro. Ainda quer conhecer o mundo e um dia ser tão hábil na lida com a espada quanto é na sua confecção. Baltazar quer ser herói.

             Créditos da História: Márcio Uebel Caparreli de Andrade (jogador do Baltazar)



3 comentários:

  1. Bom ver o Crônicas voltando! E o histórico ficou bem legal!

    ResponderExcluir
  2. bkg mto interessante =D

    só faltou eu nesse grupo hein =x

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...